Coração e Vida | Aos 40 anos, InCor inaugura novo pronto-socorro cardiológico - Coração e Vida

Aos 40 anos, InCor inaugura novo pronto-socorro cardiológico

Unidade realiza hoje cerca de 900 atendimentos ao mês; espaço passou de 600 m² para 1.600 m²

27.04.2017 | por Coração e Vida

No ano em que completa 40 anos, o InCor (Instituto do Coração) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo inaugurou nesta quinta-feira (27) o seu novo pronto-socorro, passando a ser uma das emergências cardiológicas mais bem estruturadas da cidade de São Paulo.

O novo PS está integrado ao setor de exames diagnósticos e à hemodinâmica, que ocupará três andares. Antes, os pacientes tinham que ser transferidos para outro prédio para fazer os procedimentos.

O tamanho do pronto-socorro quase triplicou, de 600 m² de área para 1.600 m². Só serão atendidos no local casos cardiológicos graves, encaminhados por outros serviços de saúde. Hoje, são realizados cerca de 900 atendimentos ao mês na unidade.

O InCor celebra seu aniversário com motivos de sobra para comemorar. Centro de pesquisas e de excelência no tratamento de doenças cardiovasculares, a instituição é também a esquina onde a política e a medicina se encontram.

Ao longo de sua história, foi e continua sendo um hospital de referência para a população em geral, políticos, autoridades e personalidades do meio artístico, cultural e social.

O hospital foi o cenário de capítulos importantes da história nacional. No InCor, o presidente eleito Tancredo Neves passou os últimos dias de sua vida e foi escrita uma importante página de redemocratização do País.

“Sou filho do InCor, um hospital que impulsionou minha carreira médica e me ensinou a ver o ser humano com os olhos da sensibilidade e da solidariedade. Um gigante de 500 leitos e milhares de funcionários, que beneficia a um sem-fim de pacientes a cada ano”, afirmou o cardiologista Roberto Kalil Filho, presidente do conselho diretor da instituição.

Segundo o especialista, além da tecnologia, o InCor tem uma grande vantagem. “O humanismo, o carinho com as pessoas que precisam dessa instituição.”

Essa mesma opinião é compartilhada pelo infectologista David Uip, secretário de Saúde do Estado de São Paulo.

“Se o InCor, o Hospital das Clínicas, é o que é hoje, deve aos funcionários que aqui trabalham. Aqui se lidera ensino, pesquisa e atendimento. Não conheço nada parecido, a não ser em hospitais privados”, afirmou.

O governador Geraldo Alckmin, por sua vez, destacou a valorização da emergência. “Emergência é vida. Qualquer minuto, segundo, faz diferença. Estamos inaugurando o melhor PS de cardiologia de São Paulo, do Brasil, da América Latina, do Hemisfério Sul e quiçá do Planeta.”

Durante a construção do novo prédio, o pronto-socorro funcionou em um espaço ao lado. Ao mesmo tempo, o sistema de entrada mudou e houve uma hierarquização do atendimento do paciente Sistema Único de Saúde (SUS).

InCor

O InCor dispõe de 3.207 profissionais e já realizou 125 mil cirurgias, 371 mil estudos hemodinâmicos, 1,1 milhão de  atendimentos de emergência, 6 milhões de consultas, 4,9 milhões de exames de diagnóstico por imagem e 59 milhões de exames de laboratório.

Na ciência, foram 9.678 publicações em revistas internacionais e no ensino, 25 mil alunos capacitados, desde a graduação até a pós-graduação, passando por cursos de Aprimoramento, Estágio e Residência médica e multiprofissional.

O InCor também está hoje entre as sete instituições do mundo em números de transplantes de órgãos. Desde o primeiro transplante realizado na instituição, em 1985, foram 594 de coração em adultos, 241 em crianças e 313 de pulmão até hoje.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.