Dicionário médico

Fontes: Dicionário Médico | Hospital Israelita Albert Einstein
-- O serviço tem fim meramente informativo e não substitui de forma alguma a consulta a um profissional de saúde, nem quaisquer tratamentos e/ou diagnósticos.


  • Cepáceo

    Que apresenta forma de cebola; do cheiro da cebola.

  • Ceratite

    Inflamação na córnea.

  • Ceratolítico

    Substância que destrói ou dissolve a camada córnea da pele, como o ácido salicílico.

  • Cercária

    Estado larvário de certos nematoides, caracterizado por um corpo alongado, terminado em ponta, como cauda, e ornado de cílios, para seu deslocamento à procura de hospedeiro intermediário.

  • Cerebelo

    Parte do encéfalo que fica abaixo do cérebro e acima do bulbo. É responsável pelo equilíbrio postural e pela coordenação dos movimentos.

  • Cérebro

    Porção mais diferenciada do encéfalo que, no homem, se encontra na parte superior do crânio. É formado de dois hemisférios, unidos na base por substância branca, denominada corpo caloso.

  • Cerume

    Secreção cérea das glândulas sebáceas e sudoríparas do conduto auditivo externo; cera do ouvido.

  • Cervical

    Relativo ao pescoço; colo.

  • Cervicite

    Inflamação infecciosa do colo uterino. Pode não apresentar sintomas ou pode manifestar-se por dor no baixo ventre, secreção vaginal purulenta, dor ou “pontadas” associadas ao coito (dispareunia).

  • Cérvix

    Pescoço; colo uterino.

  • Cesárea

    Cesariana; extração do feto por incisão na parede do abdome e do útero.

  • Cesária

    Cirurgia realizada por via abdominal, para permitir o nascimento de um produto de uma gestação viável.

  • Cestoide

    Em forma de fita; platelminto sem tubo digestivo, enteroparasito, geralmente de corpo segmentado e preso à parede intestinal por ventosas e ganchos. A Taenia sp. (solitária) é um exemplo de cestoide.

  • Cesura

    Ato de cortar; incisão.

  • Cetose

    Presença excessiva de cetonas no organismo.

  • Cetosteroides

    Metabólitos urinários de origem ovariana, placentária, testicular e supra-renal.

  • Chagas, doença de

    Tripanosomíase americana; doença tropical provocada por um protozoário, Trypanosoma cruzi, transmitido pelo “barbeiro”. O termo advém de Carlos Ribeiro Justiniano Chagas, cientista brasileiro, nascido em Oliveira, MG (1879-1934), que a descreveu primeiramente, inclusive o seu agente causador.

  • Chamuscar

    Passar na chama; queimar ligeiramente.

  • Chanfrar

    Cortar em sulco ou semicírculo.

  • Chato

    Piolho (Phtirius pubis) que vive na região púbica (pop.).

  • Chiado

    Ruído respiratório; sibilo.

  • Choque

    Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse (ver), reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia (ver) persistir por tempo suficiente.

  • Choque anafilático

    Reação alérgica grave, caracterizada pela diminuição da pressão arterial, taquicardia e distúrbios gerais da circulação, acompanhado ou não de edema de glote. Necessita de tratamento urgente. Pode surgir por exposição aos mais diversos alérgenos.

  • Choque elétrico

    Terapêutica psiquiátrica utilizada até as décadas de 70/80, criada pelos psiquiatras italianos Cerletti e Binni, que consiste em se provocar, através de uma descarga elétrica, um quadro convulsivo, tônico e clônico. Suas indicações terapêuticas repousavam na produção delirante e alucinatória dos quadros esquizoparanoides e, principalmente, nos casos de depressão aguda, não-responsivos à medicação química.

  • Chuleio

    Ponto ligeiro na sutura cirúrgica.

  • Chumaço

    Pasta de algodão, isolante ou tamponante.

  • Cianose

    Coloração azulada da pele e mucosas. Pode significar uma falta de oxigenação normal dos tecidos.

  • Ciatalgia

    Dor localizada na região lombar posterior, ou na região inferior das costas, referida secundariamente na porção posterior da coxa, panturrilha e tornozelo, associada em certas ocasiões à compressão do nervo ciático.

  • Ciática

    Dor localizada na região lombar posterior, ou na região inferior das costas, referida secundariamente na porção posterior da coxa, panturrilha e tornozelo, associada em certas ocasiões à compressão do nervo ciático.

  • Cíbalo

    Formações fecais, de consistência pétrea, dos pacientes portadores de obstipação intestinal.

  • Cibernética

    Ciência que estuda as comunicações e o sistema de controle não só nos organismos vivos, mas também nas máquinas.

  • Cicatriz

    Lesão permanente, resultante da reparação da epiderme e derme, ulceradas ou destruídas.

  • Cicatrização

    Nome dado ao processo de reparação ou de cura de uma ferida, úlcera ou solução de continuidade de um tecido.

  • Ciclo

    Período de tempo em que os fenômenos se repetem.

  • Ciclotimia

    Psicopatia em que o paciente ora se apresenta excitado ora deprimido, ora alegre ora triste, ora decisivo ora irresoluto, ora sereno ora exaltado.

  • Ciese

    Gravidez; prenhez.

  • Cifo

    Corcunda, corcova, observada na cifose.

  • Cifose

    Curvatura anormal da coluna vertebral para trás.

  • Cilindrúria

    Presença de cilindros renais na urina.

  • CIM90

    Concentração Inibitória Mínima: concentração mínima de um antibiótico capaz de matar, pelo menos, 90% dos patógenos sensíveis.

  • Cinética de ordem zero

    Diz-se daquela em que há absorção ou eliminação do fármaco numa velocidade e quantidades fixas, independentes da concentração do fármaco.

  • Cinética de primeira ordem

    É aquela determinada ou dependente do fármaco e sua quantidade, onde ocorre sempre absorção ou degradação de uma fração fixa – 50% – do mesmo em um determinado tempo, e que varia para cada fármaco.

  • Cinética tissular

    Diz-se das concentrações de determinada substância ou fármaco nos diversos tecidos orgânicos.

  • Cinetose

    Doença do movimento; o paciente não pode permanecer num veículo em movimento, tendo sensação vertiginosa acompanhada de náuseas, mal-estar geral e vômitos.

  • Cintilografia

    Método de investigação clínica que consiste na injeção endovenosa ou ingestão de uma substância radioativa com afinidade eletiva para determinado órgão, permitindo o estudo da distribuição topográfica do isótopo radioativo nesse órgão por meio de um detector especial chamado câmara de cintilação ou gama-câmara; cintigrafia.

  • Cio

    Estado de excitação sexual nas fêmeas de animais.

  • Circulação colateral

    Circulação que se faz por vias secundárias, situadas nas imediações da via principal, quando há impedimento nesta.

  • Circulação sanguínea

    Deslocamento do sangue no sistema cardiovascular.

  • Circuncisão

    Seção da pele do prepúcio quando cobre a glande; operação realizada, rotineiramente, nas crianças judias, revestida de cerimonial religioso.

  • Cirrose

    Substituição do tecido normal de um órgão (frequentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.

Carregar Mais

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.