Coração e Vida | Dor de garganta: como prevenir esse incômodo - Coração e Vida

Dor de garganta: como prevenir esse incômodo

Hidratação e uma dieta equilibrada ajudam a evitar dores e infecções

29.06.2017 | por Camila Sotério - Equipe Coração e Vida

Com a mudança da temperatura e a chegada de dias mais frios e secos, a garganta muitas vezes dá sinal de que algo não vai bem, com sintomas que vão desde dor local e rouquidão até dificuldade para engolir.

Especial do mês: Doenças respiratórias: o mal do inverno
Olhos ficam mais vulneráveis durante o inverno
Mitos e verdades sobre a temperatura outonal
Como evitar doenças respiratórias nas estações mais frias?

Artigo: Inverno e doenças respiratórias
Você sabia… Que as doenças comuns no inverno podem ser evitadas com alguns cuidados básicos?

“A dor de garganta indica que há uma inflamação no local, podendo ser uma doença infecciosa ou não. Por isso, antes de iniciar um tratamento, é importante descobrir a origem do problema”, explica Jean Gorinchteyn, infectologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Para a medicina tradicional, há dores de garganta virais e bacterianas, e ainda àquelas ligadas a irritações locais, sendo que cada tipo requer um tratamento diferente. (Confira no quadro abaixo).

“É importante identificar a causa para uma correta medicação, soluções caseiras em alguns casos podem até mesmo agravar o problema”, explica o infectologista.

As doenças muitas vezes chegam quando o sistema imunológico, responsável pelas defesas do organismo contra vírus e bactérias, está baixo. Por isso, trabalhar a prevenção também é importante.

Segundo Gorinchteyn, manter-se hidratado, fazer gargarejos com água e sal e limpar o nariz com frequência com soro fisiológico são ações que ajudam a manter a saúde da garganta em dia, mesmo com variações climáticas e poluição acentuada.

Algumas linhas de tratamento, como o Ayurveda, medicina tradicional indiana, seguem exatamente a vertente da prevenção e da importância do equilíbrio do organismo para evitar doenças. Desta forma, a dor de garganta indica um desequilíbrio e o tratamento é focado não no sintoma, mas no paciente.

“O Ayurveda propõe uma mudança de paradigma ao tratar a pessoa e não a doença. Nesta filosofia médica oriental, o desequilíbrio é a raiz do adoecimento do ser humano”, explica Aderson Moreira da Rocha, clínico geral, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda e mestre e doutor em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Neste caso, busca-se então melhorar o sistema imunológico e aumentar a vitalidade da pessoa através de uma rotina de hábitos saudáveis, com uma dieta equilibrada (alimentos regionais e orgânicos), atividades físicas regulares, além da prática de yoga e meditação.

“O Ayurveda acredita no poder de cura da natureza e afirma que na região que nós vivemos é onde encontramos os remédios naturais através da comida e das plantas medicinais locais”, destaca Rocha.

No caso de dores de garganta, a medicina indiana indica o uso de condimentos como gengibre, açafrão, curry, pimenta do reino, canela, noz moscada, cominho e coentro, para aumentar a imunidade do organismo, e chás de chá gengibre, hortelã e casca de romã, para aliviar os sintomas da doença.

20170629-dor-garganta

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.