Coração e Vida | Febre entre as crianças, tênis de rodinhas escondem perigos - Coração e Vida

Febre entre as crianças, tênis de rodinhas escondem perigos

Uso inadequado pode provocar tendinites e lesões

6.02.2017 | por Camila Sotério - Equipe Coração e Vida

Os tênis de rodinhas conquistaram a garotada e é comum vermos as crianças deslizando por aí, principalmente nos últimos meses, quando parece que o acessório voltou a ter lugar de destaque entre os pequenos.

A principal facilidade do acessório é que ele desempenha duas funções, podendo ser um tênis comum ou utilizado como uma espécie de patins, assim que as crianças inclinam o calcanhar e tiram a parte da frente dos pés do chão.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

No entanto, o calçado brinquedo pode trazer riscos para a saúde das crianças e requer alguns cuidados para evitar lesões como tendinites ou machucados relacionados a quedas.

“Os tênis com rodinhas não devem ser utilizados por mais de duas horas por dia, recomendação feita pelo próprio fabricante do produto. Como o movimento de levantar a ponta dos pés, feito para acionar as rodinhas dos patins pelas crianças, não é comum da marcha, se realizado em excesso pode provocar uma tendinite nessa região”, alerta Miguel Akkari, ortopedista e membro integrante do Comitê de Ortopedia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

O especialista destaca ainda que o problema é simples de solucionar, deixando os tênis de lado por alguns dias e controlando o tempo de uso, nada que possa acarretar problemas mais graves para a criança.

Não ultrapassar o tempo de uso diário recomendado é ainda fundamental para garantir o coreto desenvolvimento motor dos pequenos.

“É importante que a criança tenha outros estímulos para seu desenvolvimento tal como correr e pular com calçados normais. Os pais devem ter o bom senso e discernir o tempo de uso, lembrando que as crianças devem executar atividades normais sem o uso de nenhum aparato para poderem se desenvolver normalmente”, explica Leandro Gregorut, ortopedista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo e especialista em Medicina do Esporte.

Outro risco relacionado ao uso dos tênis com rodinhas são os possíveis tombos, que podem levar a traumas. Por isso é importante que a criança respeite seu ritmo até que vá ganhando confiança e equilíbrio para usar o acessório.

“Como tende a ser um brinquedo de velocidade há sim o risco de a criança cair, no entanto, isso faz parte da brincadeira e da própria infância. Além de que, os tênis com rodinhas são mais seguros que os patins convencionais, por exemplo, uma vez que as rodas estão mais rentes ao solo, o que proporciona maior equilíbrio”, pontua Akkari.

Para os pais que querem minimizar os riscos de lesões é indicado ainda que os pequenos usem equipamentos de proteção para joelhos, cotovelos e cabeça, minimizando o impacto no caso de eventuais tombos.

“Como todo brinquedo que exige equilíbrio e desenvolve velocidade, tal como o skate, o patinete e a bicicleta, o ideal seria o uso de capacete, joelheiras e cotoveleiras. Desde que seu uso seja moderado, a criança conforme for pegando experiência e equilíbrio, poderá abandonar esses aparelhos de proteção”, orienta Gregorut.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.