Coração e Vida | Novembro Azul: entenda a campanha contra o câncer de próstata - Coração e Vida

Novembro Azul: entenda a campanha contra o câncer de próstata

Prevenção possibilita diagnóstico precoce e maior chance de cura

1.11.2017 | por Coração e Vida

O mês de novembro simboliza mundialmente a luta contra o câncer de próstata, que é o tipo de tumor mais frequente no sexo masculino depois do câncer de pele e o sexto mais comum no Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Especial do mês: Você sabia… Que os homens negros correm três vezes mais risco de desenvolver câncer de próstata?

Criada em 2011, a campanha Novembro Azul tinha, inicialmente, o objetivo de alertar sobre a gravidade da doença e a importância dos exames preventivos. Mais recentemente ampliou-se o sentido, como um alerta também sobre a necessidade de os homens realizarem consultas médicas preventivas e cuidarem mais da saúde.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Silencioso, o câncer de próstata depende da idade do indivíduo e de sua herança genética para se desenvolver. Mas isso não significa que seja letal, pois as chances de cura para quem descobre o tumor precocemente são de até 95%.

“É preciso sensibilizar os homens sobre a importância do exame preventivo. A consulta com o urologista inclui uma conversa prévia com o médico, que irá alertar sobre a importância do exame, riscos e consequências”, explica Gustavo Cardoso Guimarães, cirurgião oncologista e diretor do Departamento de Urologia do A.C.Camargo Cancer Center.

A doença afeta a próstata, uma glândula exclusiva do sistema reprodutor masculino, localizada na parte baixa do abdômen, próxima ao reto. O exame de toque permite sentir possíveis alterações na glândula, que nem sempre são cânceres.

No caso de um tumor ser localizado, quando diagnosticado em estágio inicial, há uma maior possibilidade de tratamentos, menos invasivos e com menos sequelas.

O exame não machuca, não dói e demora apenas uns minutinhos. Ou seja, não há motivos para correr o risco de ter uma doença tão letal por falta de prevenção. Também faz parte do diagnóstico uma coleta de amostra de sangue para dosagem de uma proteína, o PSA.

Saiba mais sobre a doença:
20151029-cancerProstata (1)

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.