Coração e Vida | O que é anemia falciforme? - Coração e Vida

O que é anemia falciforme?

No Dia Mundial de Conscientização, entenda a doença e seus efeitos na população

19.06.2017 | por Coração e Vida

A anemia falciforme é uma doença hereditária e caracterizada pela alteração dos glóbulos vermelhos do sangue. Quando ela acontece, as membranas dessas células rompem-se mais facilmente, causando a anemia – uma condição que, segundo registros, é mais comum em indivíduos negros.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

No Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme, celebrado em 19 de junho, o site Coração & Vida faz um alerta para o tema e explica seus efeitos na população.

O caso é que, no Brasil, com a grande miscigenação que ocorre historicamente, ela vem sendo observada também em indivíduos pardos e brancos. E o pior: a anemia falciforme traz consigo anormalidades cardíacas frequentes e precoces. É aí que entra a importância de um estudo realizado pela pediatra e cardiologista Melissa Vieira Ribera, 35 anos, sobre a ecografia aplicada em pacientes portadores de anemia falciforme com menos de 20 anos de idade.

Melissa observou crianças e adolescentes de sua região natal, o Acre, a partir de 2011. O estudo foi publicado por uma revista médica estrangeira e a cardiologista levou o assunto a congressos em diversas partes do mundo.

“Por ser uma doença que afetava muito mais as populações negras e pobres, ela sempre foi extremamente negligenciada”, explica Melissa. “Daí a necessidade de alertar tanto a comunidade médica quanto as populações em geral para um olhar mais profundo sobre esse problema.”

O estudo sobre anormalidades cardíacas é essencial no contexto da anemia falciforme. Quando a detecção acontece apenas na idade adulta, as consequências de lesões crônicas no coração da pessoa portadora comprometem muito a qualidade de vida. Os sintomas comuns são muitas dores e infecções constantes.

Durante a pesquisa com crianças e adolescentes, Melissa constatou que as anomalias cardíacas foram observadas em 93% dos pacientes. Ou seja: o comprometimento do coração começa a ocorrer muito cedo.

O diagnóstico e o acompanhamento se mostraram, então, determinantes – já que o agravamento do quadro clínico pode levar a crises de dor, necessidade de transfusões de sangue, internações recorrentes e até AVCs.

A forma mais eficiente e precoce de detectar a anemia falciforme é com o teste do pezinho – procedimento gratuito e obrigatório que é realizado logo após o nascimento dos bebês. “O teste é essencial para verificar a ocorrência dessa doença, uma das mais negligenciadas do mundo”, lembra Melissa.

A incidência de anemia falciforme nas populações mundiais varia bastante – dependendo muito da ascendência racial. No continente africano, é altíssima, enquanto na Europa é baixíssima.

No Brasil, varia de estado a estado: na Bahia, por exemplo, a taxa é de 1 caso a cada 650 indivíduos, enquanto no Paraná é de 1 para 13 mil indivíduos. No Acre, local de pesquisa de Melissa, a taxa é de 1 para 3.300.

A pediatra passou a notar o problema ao se deparar com muitos casos nos atendimentos que fazia ao retornar para o seu estado após 12 anos de estudos fora (formada em Minas Gerais, ela passou por diversas partes do país, como Brasília e São Paulo).

“Ter nascido no Acre influenciou, sim, minha linha de pesquisa. As condições de acompanhamento, e mesmo a ocorrência da doença, como se nota, é muito diferente de grandes centros urbanos”, diz Melissa.

“Mas traços da anemia falciforme, na verdade, podem surgir em populações brancas e das cidades maiores também. Acho importante que a população como um todo conheça melhor o problema e, a partir daí, a causa ganhe visibilidade e possamos lidar melhor com ela.”

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

16 comentários

  1. Fernando disse:

    Tenho traço falce firme sinto muitas dores no peito e na nuca e nas juntas com o frio piora um pouco será que pode ser por causa desse traço falce forme e as vezes meu corpo fica inchado

  2. Izaline disse:

    Tenho um filho com traço falcemico que se queixa de dor na perna,será que teria algum medicamomento que aliviasse? ??

  3. Rodrigo disse:

    Boa noite, cheguei a pouco em casa e minha mulher me disse que levou nossa filha de 45 dias no pediatra e que foi diagnosticada com anemia falciforme tipo 1. Que não devemos nos preocupar, que ela esta bem, e que o único problema é qdo ela for ser mãe o parceiro dela tbm ter.
    Alguém pode me explicar alguma coisa! Estou muito preocupado.

  4. Catarina disse:

    Deixe aqui sua Mensagem estou com um caso de anemia muito grave.com a hemoglobina tem chegado a 6 estou fazendo tratamento. Mas sinto muita dor nas pernas. Será que é falciforme?

  5. Valeria disse:

    Será que quem tem esta anemia pode ter filhos?

  6. Luciana disse:

    Deixe aqui sua Mensagem
    Meu marido tem anemia falciforme, fora isso ele é saudável, não se queixa de nada. Isso é normal.

  7. Severino Sebastião disse:

    Quero saber se o estresse ou ambiente estressante de barulho ou briga causa crises em pessoas com traço falciforme?

  8. Marcos Roberto Fernandes disse:

    Bom dia eu Tenho o Traço S da Anemia Falciforme de uns Meses para cá eu emagreci demais não tenho dores mas estou muito Magro gostaria de saber se essa Anemia ocorre sem dores também.

  9. Danielle disse:

    Meu filho tem 9 anos e tem a anemia falciforme mas eu nuca tratei porquê até então eu não sabia mas hoje eu fiquei sabendo que tem que tratar

  10. Ana Claudia de oliveira santos disse:

    eu tenho uma filha de 18 anos ela tem um filho de quarenta e dias graças a deus deu tudo certo meu neto e lindo perfeito e os dois estão bm e a anemia dela e SS faz transfusão mensal e essa anemia tem que ter acompanhamento com hematologista.

  11. Alairse Garcia Girardi disse:

    Tenho um filho de 23 anos que tem anemia falciforme, o que devo fazer? Qual tratamento ? É grave ? Estou apavorada?

    • Nelson Gutierres - Equipe Coração e Vida disse:

      Alairse, procure um especialista em hematologia (questões ligadas ao sangue) para você receberem todas as informações e diagnóstico. Boa sorte, um abraço.

  12. Sirlene disse:

    Bom dia.
    Preciso de ajudar meu Filho foi diagnosticado com anemia falciforme aos 11anos de idade. Ele fez dengue emoragica,caxumba,minigiti. Tudo de uma vez,. Isto começou 18/02/2018.
    Até agora os médicos da qui do meu Estado não conseguiram feixa o diagnóstico dele. Já deu lupos positivos depois negativo.
    Me ajuda intender o que esta acontecendo.

    • Nelson Gutierres - Equipe Coração e Vida disse:

      Olá, Sirlene. Para entender o caso, é melhor que você procure um especialista mesmo, que fará consulta e exames adequados. Boa sorte, um grande abraço.

  13. Marluce azevedo disse:

    Minha amiga esta muito mau ospitalisada com essa anemia ela tem 27 anos e teve um bb que esta com 7 messes sera que o bb pode ter essa anemia e como agora que se manifestou em minha amiga

    • Nelson Gutierres - Equipe Coração e Vida disse:

      Olá, Marluce. Sentimos muito pela sua amiga e o bebê. O ideal é que ela procure um especialista para avaliar o quadro clínico dela e da criança. Um abraço.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.