Coração e Vida | Por uma ceia mais saudável nas festas de Natal e Ano Novo - Coração e Vida

Por uma ceia mais saudável nas festas de Natal e Ano Novo

Fim de ano traz desafios para a alimentação, mas é possível manter-se equilibrado

22.12.2017 | por Thassio Borges - Equipe Coração e Vida

Chega o fim de ano e com ele as tradicionais festas de Natal e Ano Novo. Para quem se dedica a manter uma alimentação saudável e balanceada, esta época costuma trazer o desafio de “não sair da linha” diante do vasto cardápio servido nas comemorações com familiares e amigos.

Pensando nas pessoas que desejam comemorar o período, mas sem descuidar da alimentação, o site Coração & Vida consultou a nutricionista Paula Mintz Hertel para obter dicas e orientações sobre ceias saudáveis para o Natal e o Ano Novo.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

De acordo com Hertel, um dos principais desafios do período é entender que a fartura na mesa não significa exagerar nas refeições. “Coma apenas o suficiente! Aproveite as festas para ver os amigos e a família e não para comer”, recomenda.

As orientações da nutricionista estão relacionadas também aos momentos que antecedem a ceia. De acordo com ela, é recomendável fazer um lanche saudável com frutas e cereais integrais antes das festas. Dessa forma, você não irá exagerar na quantidade de alimentos ingeridos durante os eventos.

É importante se atentar à alimentação durante todo o dia, priorizando refeições mais leves, a base de carnes magras, vegetais folhosos e frutas variadas. A lógica, inclusive, é realizar pequenos esforços todos os dias para evitar se submeter a dietas consideradas radicais logo nos primeiros dias do ano.

Nas ceias, Hertel aponta que é melhor começar pela salada, optando por uma seleção bem colorida e temperada. Além disso, é possível apostar no consumo de fibras (frutas secas, amêndoas, damascos, castanhas, ameixa), pois estas promovem uma sensação de saciedade e evitam o exagero nos alimentos mais pesados da ceia.

“Frutas frescas, legumes e folhas devem ser mantidos sem restrições. Já as oleaginosas, como as castanhas, avelãs e nozes, devem ser consumidas com moderação, devido ao alto índice calórico. Controle as porções dos alimentos para não ingerir quantidades maiores do que o necessário, assim evitará aquele mal-estar e vai saborear a comida sem culpa”, avalia a nutricionista.

Hertel discorre ainda sobre dois pontos considerados “perigosos” para aqueles que desejam manter uma alimentação balanceada no final do ano: as bebidas alcoólicas e os acompanhamentos.

“Os acompanhamentos normalmente são arroz, farofas variadas, cuscuz, etc. Por serem fontes de carboidratos, opte por apenas um. Uma boa dica é fazer o arroz integral com lentilhas, por exemplo, ou as farofas mais sequinhas, evitando bacon e linguiça”, afirma.

Em relação às bebidas alcoólicas, a nutricionista aponta que não é necessário excluí-las das comemorações. “Mas vale lembrar que 1ml de álcool tem 7kcal [enquanto 1g de açúcar tem 4kcal]. Intercale uma taça de vinho ou champagne com água ou sucos de frutas”, esclarece.

Por fim, em relação às sobremesas, o ideal é escolher uma opção de sua preferência e comer apenas um pedaço. No entanto, a nutricionista deixa claro: evite a culpa e aprecie com prazer os alimentos que escolher. Do contrário, o esforço também será em vão.

“Tire o foco da comida. O importante é estar com as pessoas, confraternizar e até planejar uma mudança de padrão alimentar para o próximo ano”, finaliza.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.