Coração e Vida | Porque os óleos fazem parte da dieta, sim! - Coração e Vida

Porque os óleos fazem parte da dieta, sim!

Integrante da rotina alimentar de quase todo brasileiro, o produto só se transforma em vilão se for mal utilizado

10.11.2017 | por Flávia Pegorin - Equipe Coração e Vida

Não existe uma época precisa sobre a invenção do óleo. Desde que as civilizações mais antigas começaram a processar alimentos, a técnica de prensar ou aquecer certas partes dos vegetais tornou-se muito conhecida e difundida entre os povos. Assim, a obtenção de óleos essenciais sempre serviu para muitos fins, mas principalmente para a alimentação.

Hoje em dia, os óleos mais populares são extraídos de soja, milho e arroz e de sementes como amendoim, gergelim, canola e girassol. São os óleos vegetais, essa gordura extraída de plantas – e, apesar de diversas partes dos vegetais poderem ser usadas na fabricação de óleo, na grande maioria das vezes eles vêm das sementes.

Os óleos vegetais são originários de plantas chamadas oleaginosas e, depois de extraídos em uma forma bruta, precisam passar por processos químicos e físicos de refinação para serem consumidos como alimento.

01.11_MCW_CORACAOEVIDA_OleosRevisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.