Coração e Vida | Saiba quais as diferenças entre artrite e artrose - Coração e Vida

Saiba quais as diferenças entre artrite e artrose

Doenças afetam as mesmas áreas do corpo

21.09.2017 | por Thiago Fraga - Equipe Coração e Vida

Os nomes são parecidos. As dores atingem praticamente as mesmas áreas, mas as patologias possuem origens bem diferentes.

A artrose provoca a degeneração da articulação. Na maioria dos registros é causada pelo envelhecimento, sobrepeso, atividades repetitivas e outras disfunções que acabam desencadeando o processo.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

De acordo com a médica Lícia Maria Henrique da Mota, coordenadora da Comissão de Artrite Reumatoide da Sociedade Brasileira de Reumatologia, o joelho costuma ser a parte do corpo mais atingida. “A dor normalmente é mecânica. O paciente acorda bem e a dor vai evoluindo ao longo do dia.”

Para se ter uma ideia do transtorno causado, dados da Previdência Social indicam que a enfermidade é a segunda na lista das doenças que justificam auxílio pagos pelo governo, com 7,5% do total.

Mesmo sem cura, o problema tem tratamento. “Atitudes simples como cuidado com a postura, perda de peso e fortalecimento muscular contribuem para o desaparecimento das dores”, explica a médica reumatologista.

Em casos extremos, medicamentos como o ácido hialurônico que, entre outras coisas, estimula a produção de células cartilaginosas, também podem ser administrados. Entretanto, casos avançados podem exigir cirurgia e a colocação de próteses.

Artrite

A artrite possui causas mais complexas. A doença é autoimune e provoca a inflamação das articulações, geralmente atingindo mãos, pernas e tornozelos. Existe uma predisposição do gênero feminino para o mal. Para cada homem, entre 4 e 5 mulheres são acometidas. O estilo de vida pode contribuir para o surgimento da enfermidade. Cigarro e estresse estão entre os principais itens que podem ajudar a desencadear o problema.

“A artrite provoca uma sensação de congelamento, especialmente no período da manhã. O indivíduo acorda com a articulação rígida, dor e inchaço”, lista a especialista.

O diagnóstico depende do histórico de cada paciente e também de exames clínicos. O tratamento é realizado com medicamentos que mudam o curso do distúrbio. Sem cuidados adequados, a artrite pode até levar à morte.

Procurar ajuda rapidamente, pode fazer diferença. Alguns indivíduos desistem do tratamento por achar que a patologia não tem cura, mas o acompanhamento médico pode fazer toda a diferença.

As recomendações para evitar o aparecimento das doenças são as mesmas. “Adotar um estilo de vida saudável, com alimentação rica em cálcio e pouco açúcar, contribui muito para barrar a progressão desses males”, aconselha Lícia Maria.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.