Administre melhor a rotina, seu coração agradece!

Conheça as profissões que contribuem para uma vida mais estressante

12.02.2017 | por Coração e Vida

Sabe-se que fumantes, obesos, hipertensos, sedentários, estressados, diabéticos e pessoas com histórico de doenças cardíacas na família têm mais chances de sofrer um ataque do coração. Não é possível modificar os genes herdados, mas outros fatores de risco podem ser controlados.

Hábitos para adotar hoje e manter o coração saudável sempre

Estressadas frequentemente e sem tempo para cuidar da saúde, as pessoas tendem a ter a pressão arterial elevada, acabam fumando mais, dormindo menos, descuidando da alimentação e deixando as atividades físicas de lado. É um estilo de vida perigoso para o coração, principalmente considerando que, a cada ano, 140 mil pessoas morrem de doenças cardiovasculares no Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

De acordo com Luiz Aparecido Bortolotto, diretor da unidade de hipertensão do Instituto do Coração (InCor), com o estresse constante, a descarga de hormônios que produzem substâncias que afetam o coração e os vasos é intensa.

“Isso, a longo prazo, traz consequências graves. Essa manutenção do estresse é o que gera alterações orgânicas que levam a complicações.”

O estresse é algo normal, pois é uma reação do corpo a situações de perigo. Mas o ser humano não está preparado para lidar com o estresse repetidamente. Isso porque uma série de reações é desencadeada em momentos de risco: o cérebro libera adrenalina e um hormônio chamado cortisol para alertar outros órgãos sobre o perigo; o fígado, na presença dessas substâncias, manda mais açúcar para o sangue; a respiração acelera e o coração dispara, aumentando a pressão arterial.

Profissões

Algumas profissões podem contribuir para uma vida mais estressante. Por isso, é importante atentar para o estilo de vida que se leva.

O Instituto SWNS realizou uma pesquisa a pedido da empresa irlandesa SkillSoft e revelou quais são as dez profissões mais estressantes do mundo. Os profissionais de TI estão no topo da lista (confira abaixo).

Se não pode mudar de profissão, a solução é desacelerar. No dia a dia de uma vida conturbada, nunca é simples cuidar da saúde. “Sempre tem aquela história: no fim de semana, muitas pessoas falam que a partir de segunda-feira vão fazer exercício e ter uma dieta, mas essa segunda-feira nunca chega”, explica Roberto Kalil.

Um estudo realizado no Canadá, considerando 52 países do mundo, incluindo o Brasil, mostrou que alguns níveis de lípides, o tabagismo, a hipertensão, a obesidade, o aumento da circunferência abdominal e fatores psicossociais são responsáveis por 90% dos casos de infarto – elementos que podem ser modificados.

Por isso, procure abandonar de vez o cigarro. Se for obeso, vá atrás de um nutricionista e mude a sua alimentação. Não abuse do sal, do açúcar e nem de alimentos processados e gordurosos, como bacon, macarrão instantâneo e embutidos. Comece a fazer exercícios físicos regularmente. E, por último, uma dica fundamental: procure o seu médico uma vez por ano e faça um check-up. Sua saúde agradece!

20160425-profissoes-estressantes

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

1 comentário

  1. Ana Meire Silva dos santos disse:

    Bom dia……..concordo…..mas faltou enfermeiro…rsrs…principalmente do SUS!!!!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.