Coração e Vida | Descubra se você come por ansiedade

Como saber se você come por ansiedade? Especialista esclarece:

Especialistas falam sobre alimentação de forma inconsciente, a exemplo de comer por ansiedade, e ensinam a driblar a situação:

25.10.2019 | por Equipe Coração e Vida

 

OMS aponta o Brasil como o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. Acredita-se que cerca de 10% da população relatam ter crises de ansiedade Foto:Shutterstock

OMS aponta o Brasil como o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. Acredita-se que cerca de 10% da população relatam ter crises de ansiedade
Foto:Shutterstock


Dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam o Brasil como o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. Acredita-se que cerca de 10% da população relatam ter crises de ansiedade– termo utilizado para distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e/ou preocupação.

Nutróloga do Hospital Israelita Albert Einstein, Andrea Pereira explica que é comum, que pessoas que se encontram em situações de desconforto ou “apreensão”, enxerguem a comida como alternativa para “fuga” ou até alívio. “Isso faz com que o indivíduo coma em excesso, muitas vezes de forma inconsciente, e ganhe peso”, explica.

Mais: 
Vitamina B12: 7 benefícios que você precisa saber

Para a nutricionista especializada em alimentação consciente (o chamado mindfull eating ou estado mental de atenção plena, no qual se controla a capacidade de concentração em atividades, experiências e sensações do presente), Luiza Mendes, o sintoma não aponta, necessariamente, uma compulsão, mas deve e pode ser controlado de algumas formas.

E para te ajudar a entender a situação e driblar o problema, Coração & Vida selecionou 5 dicas.
Confira:

1.Busque a causa da ansiedade
É importante perceber o gatilho de uma crise ansiosa para aprender a lidar com ele. Reservar alguns minutinhos para respirar de forma consciente – prestando atenção ao inspirar e expirar o ar – pode ser uma boa forma de se acalmar e não sofrer com o futuro.  Meditar ou buscar uma psicoterapia também pode ajudar.

2.Evite comer em frente a telas
Quando você se alimenta em frente ao celular, tablet, computador ou televisão, a tendência é que você coma de forma acelerada e desatenta, o que leva ao excesso. “É possível que uma pessoa coma um pacote inteiro de biscoito sem perceber, mesmo sem ter fome”  exemplifica Luiza. Quanto menos distrações, mais consciência a pessoa terá do que se está comendo.

Mais:
Veja como reduzir carboidratos da alimentação

3.Respeite seu organismo
Esteja atento e busque entender quando o organismo tem, de fato, fome ou esta satisfeito. Esteja seguro que não se trata de alimentação por impulso ou desatenção.

4.Pratique atividade física
O exercício físico regular é sabidamente um dos maiores aliados contra a ansiedade, pois aumenta os níveis de dopamina, relaxa a tensão e melhora a capacidade de lidar com os fatores de estresse. Assim, diminuem as chances de descontar a ansiedade na comida.

5.Evite dietas restritivas
A proibição pode incentivar uma atitude de compensação desencadeada pela ansiedade e, inclusive, beirar à compulsão. O melhor é dosar as quantidades, comer de tudo um pouco e sem exageros.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

1 comentário

  1. Maria Cleide de bastos disse:

    Amei a matéria tudo haver comigo sou obcecada por dietas d pavor de gorduras estou sempre me exercitando e leio muito sobre o assunto mais estou muito focada nesse assunto obesidade um abra a todos belíssima matéria.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.