Coração e Vida | Água com limão em jejum - Coração e Vida

Água com limão em jejum

Mistura pode trazer benefícios, mas eficácia não é consenso entre os médicos

29.01.2018 | por Thassio Borges - Equipe Coração e Vida

A água com limão espremido no copo já é um costume adotado por muitas pessoas nas refeições, especialmente nas que são feitas fora de casa. No entanto, outra prática que está ganhando cada vez mais adeptos é o consumo de água com limão pela manhã, em jejum.

Especial do mês: 10 maneiras de comer melhor neste verão
As 10 melhores dietas para 2018
Açúcar: como lidar com este vilão?
A influência alimentar vem do sangue?
Usar medicamento para tireoide no intuito de emagrecer é perigoso, alertam médicos
Seu metabolismo está lento? Veja dicas para acelerar e perder peso
Vale trocar açúcar e sal pela versão light?

Artigo: Como ajudar a cuidar do corpo e da alimentação durante as férias e o fim do ano?
Você sabia… Que o tomate deve estar presente em toda dieta?

A mistura geralmente é feita com água morna e tem o objetivo de purificar o organismo logo no início do dia. Há divergências, entretanto, entre os especialistas.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

De acordo com a nutricionista Paula Hertel, não há muitas evidências científicas de que a água morna com limão atue como um purificador, ajudando a eliminar impurezas.

Hertel explica haver benefícios atribuídos às duas substâncias de forma separada, mas a mistura, em si, não teria essa força para purificar conforme se defende em algumas frentes.

“A água morna estimula o peristaltismo, movimentos involuntários realizados pelos órgãos do tubo digestivo como, por exemplo esôfago e intestino, responsáveis por fazer com que o bolo alimentar caminhe ao longo destes para que a digestão ocorra no devido local. A água morna também gera um reflexo gastro cólico, que estimula o funcionamento intestinal”, avalia a nutricionista, que fala também dos benefícios específicos do limão.

“Embora o suco de limão seja muito ácido, pequenas quantidades misturadas com água podem ter um efeito alcalinizante. Quando digerido, ele estimula a secreção pancreática e biliar, fator que contribui para a digestão principalmente de gorduras. [Além disso], o suco de limão ajuda a reduzir os sintomas do refluxo ácido, é rico em vitamina C, bem como um potente antioxidante, que auxilia no funcionamento do sistema imunológico”, completa.

Já a nutricionista Danielle Fernanda Filipe, do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, destaca justamente o poder do limão na mistura formada com a água.

“Tomar água com limão traz benefícios, pois é uma fruta fonte de vitaminas C, B5, B3, B1 e B2, [bem como de] cálcio, ácido fólico, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, açúcar, carboidratos e fibras”, afirma Danielle.

De acordo com ela, por suas propriedades antioxidantes e alcalinizantes, o limão combate os radicais livres, reduzindo os processos inflamatórios e a obesidade, consequentemente.

“Um organismo mais alcalino é um organismo menos suscetível a doenças, ou seja, com a imunidade em dia. Quanto mais alcalino está o sangue, melhor, porque a maioria das doenças tem relação com a acidificação sanguínea”, completa.

A vitamina C, encontrada em grandes quantidades na fruta, auxilia no tratamento de resfriados e doenças respiratórias, ajudando ainda a limpar a pele e promover uma aparência saudável.

“O limão, por ser diurético e purificador, vai nos ajudar a eliminar toxinas e a evitar o acúmulo de gordura em nosso organismo”, explica Danielle, que pondera, no entanto. “Não quer dizer que somente bebendo água com limão iremos emagrecer, mas trata-se de um complemento muito adequado para a nossa dieta saudável. Vai depender da alimentação regrada de uma maneira geral, associada à prática de atividade física”, completa.

Nesse sentido, a temperatura da água não faria diferença. De acordo com a nutricionista do São Luiz Anália Franco, o importante é consumir a mistura pela manhã, justamente para estimular o sistema imunológico, ajudar no equilíbrio do pH e no processo digestivo.

Danielle recomenda meio limão espremido em 200 ml de água, sem qualquer tipo de adoçante.

“A proposta é ser o mais natural possível. Se você colocar açúcar, mesmo que o demerara, há calorias. Um adoçante, por mais natural que seja, como aqueles a base de Stévia, vai requerer do seu organismo algum tipo de esforço”, explica.

A nutricionista não aponta contraindicação no consumo da água com limão em jejum, a não ser que o indivíduo tenha alguma sensibilidade ao ácido cítrico.

Neste caso, poderá haver desde dor de cabeça a queixas gástricas. Apesar de indicar a bebida, de uma forma geral, Danielle reforça a recomendação de sempre consultar um profissional antes do consumo, ainda mais levando em consideração a falta de consenso entre os próprios especialistas quanto aos benefícios de sua ingestão em jejum.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. Rosemare disse:

    Gostaria de saber se pode usar qualquer limão e quantas quanto tempo podemos fazer o uso do limão?

  2. Maria Cristina Gonçalves de Oliveira disse:

    O limão é bom pra circulação é pra evitar infarto,1 copo de água morna em jejum?como deve ser feito.

  3. Celestino Nkano disse:

    Gostei da dica gostaria de reber os vossos e-mail com mas conselho de saúde.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.