Coração e Vida | Aproveite o início do ano para fazer o check-up anual

Aproveite o início do ano para fazer o check-up anual

2019 já começou! Esteja em dia com sua saúde e veja a importância de fazer check-up regularmente

11.02.2019 | por Eli Pereira - Equipe Coração e Vida

“Todo problemão já foi, um dia, um probleminha”, explica o geriatra e clínico geral Paulo Camiz, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Ele ressalta a importância de fazer exames periódicos para identificar se há alguma alteração no organismo e, em caso positivo, tratar precocemente. Que tal aproveitar o início do ano para agendar o check-up e cuidar da saúde?

De acordo com o clínico geral, os exames pedidos no check-up dependem, basicamente, da idade e do histórico de saúde do paciente. Além disso, consultar um médico para ver como está a saúde tem uma importância que vai além dos exames: com base no seu estilo de vida, o profissional da saúde pode orientar e aconselhar melhoras em pontos que podem provocar problemas no futuro, como deixar de fumar, praticar atividade física e melhorar a alimentação.

Não deixe de consultar anualmente um médico para fazer o check-up - Foto: Shutterstock

Não deixe de consultar anualmente um médico para fazer o check-up – Foto: Shutterstock

Veja abaixo quais são os principais exames e procure um médico para dar seguimento ao check-up:

Rastreio de câncer

Colonoscopia: Camiz explica que a colonoscopia, que é o exame que avalia por meio de imagens a saúde do intestino, é indicada a partir dos 50 anos de idade. “Se a pessoa tem algum fator de risco para câncer de intestino ou antecedentes familiares, podemos começar esse rastreio ainda antes”, diz. Dependendo do resultado do exame, ele deverá ser repetido em dois, três, cinco ou, eventualmente, a cada 10 anos. Pelo fato de o câncer de intestino normalmente ter progressão lenta, o médico avaliará o risco para, mesmo com alguns anos entre um exame e outro, a pessoa estar segura contra o desenvolvimento dessa neoplasia.

Mamografia: o clínico geral explica que ainda há controvérsias sobre qual é a melhor idade para começar o rastreio contra câncer de mama por meio da mamografia. Atualmente no Brasil, explica Camiz, estamos pedindo a partir dos 40 anos, anualmente. “O papanicolau também é indicado anualmente para as mulheres que tem vida sexual ativa. Se os últimos exames vierem normais, é possível espaçar para cada três anos”, explica.

Tomografia de tórax: para quem tem histórico de tabagismo, Camiz explica que uma tomografia de tórax é indicada anualmente a partir dos 55 anos de idade, para pesquisa de possíveis nódulos.

Saúde cardiovascular

Medir pressão arterial: Camiz ressalta a importância de, na vida adulta, anualmente passar no médico para medir a pressão arterial. Essa medida é importante, pois a hipertensão arterial costuma ser silenciosa e aumenta o risco de problemas cardiovasculares.

Colesterol: colesterol alto pode ser um perigo para a saúde do coração, logo, esse exame está presente em praticamente todos os check-ups. Se o colesterol estiver fora do padrão, o médico indicará as melhores medidas para reverter o problema, que costuma envolver alimentação ou medicamentos. Caso a pessoa não tenha antecedentes familiares ou outros fatores de risco, como obesidade e sedentarismo, pode-se fazer esse exame a partir dos 35 anos idade – para homens – e 45 anos – para mulheres.

Glicemia: além de outros fatores, um estilo de vida ruim pode levar ao diabetes. Por isso, medir a glicemia anualmente é importante para verificar se há algum problema ou, se ele está por vir. Se algo estiver errado, o médico poderá aconselhar mudanças para evitar e tratar o quadro. Para quem não tem antecedentes familiares ou fatores de risco, também pode-se pesquisar a partir de 35 anos (homens) e 45 anos (mulheres).

Ultrassom de abdômen: “Se a pessoa tem o hábito de fumar e tem pressão alta, é importante fazer ultrassom de abdômen anualmente para verificar se não há aneurisma de aorta”, diz o clínico geral.

Exames podem variar

Apesar de os exames acima serem os mais comuns dentro de um check-up, o médico que coordenará os exames anuais pode excluir alguns e incluir outros, dependendo do histórico de saúde do paciente. Por essa razão, apesar de pensarmos que o check-up é apenas uma “bateria de exames”, ele também é individualizado.

Detectar precocemente alterações na saúde é muito importante, reforça Paulo Camiz. “Essa é a ideia de um check-up. É para que a pessoa não sofra consequências de um problema que vai crescer se não cuidarmos em um momento precoce”, finaliza.

+ Leia também: 31% dos homens não fazem exames de rotina, aponta pesquisa

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.