Coração e Vida | Bebê chegando, inchaço à vista? - Coração e Vida

Bebê chegando, inchaço à vista?

As futuras mamães precisam entender como acontece o edema gravitacional – e como cuidar da questão

9.05.2018 | por Flávia Pegorin - Equipe Coração e Vida

Durante a gestação, muitas mulheres notam que os seus membros inferiores, principalmente os pés, estão inchados. A situação, bastante comum, nem sempre é razão para se preocupar. Mas ainda assim é importante saber como e por que isso acontece a partir do 6º mês de gestação.

ESPECIAL DIA DAS MÃES: Massagem e maternidade / Dicionário gestacional / Gravidez e álcool / Pós-parto passo-a-passo

O inchaço nos pés, com nome clínico de edema gravitacional, pode manifestar também nas pernas – e afetar cerca de 75% das gestantes.

Sentar com os pés elevados ajuda a controlar o inchaço. Foto: Shutterstock

Sentar com os pés elevados ajuda a controlar o inchaço. Foto: Shutterstock

Os motivos do inchaço

Em uma situação normal, o inchaço nos pés da mulher grávida acontece por acumulação de líquido nos membros inferiores.

“À medida que o feto cresce e a barriga se torna maior, o próprio útero começa a pressionar a região pélvica e a veia cava, situada no lado direito do corpo e responsável por receber o sangue proveniente dos membros inferiores”, explica a obstetra Marly Sandoval, de São Paulo.

Pela elevação da pressão circulatória local, há drenagem de água de dentro dos vasos sanguíneos para o subcutâneo, acúmulo que provoca o inchaço local.

A situação piora ao longo da gravidez pois quanto maior o útero, mais ele exerce compressão sobre o território da veia cava inferior.

O motivo que o leva a piorar ao longo do dia, por outro lado, é que, na posição vertical, naturalmente, há maior acúmulo; na horizontal, durante a noite, menos água fica contida nos membros inferiores.

 

Dá para evitar?

Embora seja uma situação frequente durante a gestação, existem formas de aliviar o inchaço nos pés na gravidez, sim. Uma das mais simples é contrariar a gravidade, procurando sentar com os pés elevados.

“Durante as horas de sono também vale deitar sobre o lado esquerdo do corpo – contribuindo para amenizar a pressão do útero sobre a veia cava”, diz a obstetra.

 

Dicas para a rotina

Mulheres que sentem o inchaço devem evitar ficar de pé durante muito tempo. Mas, se for preciso, o uso de meias de compressão pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea nos membros inferiores e diminuir o problema.

É importante, também, manter uma alimentação saudável e com baixo teor de sal, beber muita água diariamente e procurar colocar alguns alimentos diuréticos na dieta, como abacaxi e melancia.

Praticar caminhadas, natação ou hidroginástica também pode ajudar. Mas isso, assim como todo o quadro de inchaço, deve ser discutido antes com o médico que acompanha a gravidez.

 

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

 

Leia mais

Massagens e maternidade: quando fazer e como curtir

Massagem ajuda a conter retenção de líquidos

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.