Coração e Vida | Dia de combate à hipertensão arterial: veja cuidados

Dia de combate à hipertensão arterial: saiba o que fazer para evitar o problema

Na maioria das vezes, a pressão alta é silenciosa; mudar os hábitos é fundamental para controlar a doença

25.04.2019 | por Equipe Coração e Vida

Estima-se que 36 milhões de adultos sejam hipertensos no Brasil, sendo que 60% deles são idosos. Esse dado assusta, já que a hipertensão arterial contribui em 50% das mortes por problemas cardiovasculares. Nesta sexta-feira (26) é celebrado o Dia de Combate à Hipertensão Arterial, e o cardiologista Cristiano Pisani, membro da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC) explica alguns fatos sobre a doença, e faz um alerta de que a pressão alta é  um dos principais fatores de risco para fibrilação atrial, que pode estar associada à ocorrência de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Cuidado: sintomas da pressão alta podem ser silenciosos - Foto: Shutterstock

Cuidado: sintomas da pressão alta podem ser silenciosos – Foto: Shutterstock

Para evitar o problema, então, o jeito é controlar a pressão e deixá-la no nível adequado. Veja abaixo alguns fatos sobre a doença e o que você pode fazer para manter a pressão sob controle.

Diagnóstico é sempre feito com um médico: um episódio de pressão alta pode ter relação com um estresse momentâneo, por isso apenas um médico é capaz de identificar se a pessoa é hipertensa ou se tem mais risco de ser, e passar a orientação adequada para aquele caso. O especialista também pode pedir exames complementares para fechar o diagnóstico.

Sintomas nem sempre são claros: a maioria dos casos de hipertensão arterial é assintomática, mas algumas pessoas relatam dor ou pressão na cabeça, na nuca, cansaço excessivo, tonturas, inquietação, fadiga e até mesmo sangramento nasal. Alguns desses sintomas podem ser confundidos com ansiedade, o que atrás o diagnóstico.

Maus hábitos podem causar hipertensão: sedentarismo, obesidade, hereditariedade, excesso de consumo de sal, estresse, apneia obstrutiva do sono e hereditariedade são as causas mais comuns que provocam hipertensão arterial. Ah, álcool e cigarro também são inimigos de uma pressão arterial saudável. Mude seus hábitos e a sua saúde agradecerá.

Outras doenças podem provocar hipertensão: problemas renais, hipertireoidismo, uso de anti-inflamatórios não hormonais, corticoides e até mesmo alguns tipos de anticoncepcionais hormonais podem provocar pressão alta.

Consequências da hipertensão arterial podem ser perigosas: o maior problema provocado pela pressão alta é o Acidente Vascular Cerebral (AVC), que é a segunda maior causa de mortes em todo o mundo. Além disso, a hipertensão arterial é nociva ao coração e às artérias, bem como aos rins.

Tratar pressão alta é simples: o primeiro passo é mudar os hábitos, como passar a se alimentar de forma saudável, praticar atividade física e abandonar o cigarro e o excesso de álcool. Se a condição não se alterar, o médico poderá prescrever medicações específicas para o caso, que devem ser tomadas continuamente e jamais ser interrompida sem orientação do especialista.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.