Coração e Vida | Dia do fonoaudiólogo: veja como o fonoaudiólogo pode ajudar

Dia do fonoaudiólogo: veja em quais situações esse profissional da saúde pode ajudar

Não é só na voz, mas também na amamentação e até mesmo estética; entenda

10.12.2018 | por Eli Pereira - Equipe Coração e Vida

Neste domingo (9) foi celebrado o dia do fonoaudiólogo. Embora muitas pessoas acreditem que esse profissional atua somente em áreas ligadas à voz, o fonoaudiólogo tem total capacidade de ajudar em muitos outros casos. Veja abaixo em quais situações esse profissional da saúde pode ser acionado.

Fonoaudiologia pode ajudar a corrigir problemas de amamentação - Foto: Shutterstock

Fonoaudiologia pode ajudar a corrigir problemas de amamentação – Foto: Shutterstock

Amamentação: de acordo com a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFA), Léslie Piccolotto, algumas crianças podem ter dificuldades na amamentação. O fonoaudiólogo pode, então, identificar se o problema está na criança ou na mãe, e ajudar a corrigir, fazendo com que a amamentação discorra tranquilamente.

Problemas auditivos: pessoas com problemas auditivos tendem a se adaptar melhor com os aparelhos auditivos quando recebem apoio terapêutico de um fonoaudiólogo. “O profissional vai fazer um trabalho específico para o paciente perceber melhor o som, e aí a pessoa passa a se ver usando o aparelho auditivo, com ele incorporado no dia a dia”, explica Léslie. Na fase escolar, o profissional também tem papel importante no apoio para aquela criança que se vê impossibilitada de dar sequência ao seu aprendizado por causa de problemas auditivos.

Problemas vocais: profissionais da voz, como cantores, atores, professores ou palestrantes desgastam diariamente a voz e, se não bem orientados, podem ter problemas vocais em poucos anos de trabalho. O fonoaudiólogo pode orientar a como usar a voz sem forçá-la, mas com potência.

Mudança de voz: a vice-presidente da SBFA explica que alguns adolescentes, no período da mudança de voz, podem ter alguns problemas. O fonoaudiólogo pode ser consultado para ajudar a eliminar os dilemas dessa fase.

Deglutição: Léslie explica que há idosos que mastigam bem mas não conseguem engolir o alimento, e que o profissional pode colaborar com um trabalho para que esse problema seja minimizado ou eliminado.

Autismo: crianças autistas com problemas de linguagem podem ser auxiliadas por um fonoaudiólogo, como parte do tratamento multidisciplinar. Pelo transtorno também provocar uma dificuldade na comunicação, o profissional de saúde pode avaliar e ajudar no desenvolvimento da fala.

Estética: o fonoaudiólogo também é um profissional que conhece bem a anatomia do rosto, como os músculos que compõem a face. Nesse ponto, podem ajudar a manter a jovialidade por meio de exercícios que ajudam na aparência.

“Isso funciona tanto para a parte estética como para quem teve algum problema mais funcional, como paralisia e vai precisar de um trabalho específico da musculatura do rosto”, explica Léslie.

Quem quer deixar o rosto mais jovem pode se surpreender ao receber a recomendação de consultar um fonoaudiólogo que, por meio da orientação de exercícios, proporciona uma tonificação na musculatura facial, que pode refletir na estética.

Ronco: cerca de metade da população pode eventualmente ter problemas com ronco, e o fonoaudiólogo pode também atuar nesse nicho. Além disso, o profissional pode ajudar a tratar a apneia do sono, distúrbio ligado também a problemas cardiovasculares. “Essa é uma área mais nova dentro da fonoaudiologia. Muitas vezes o trabalho do fonoaudiólogo vai na direção de resolver o ronco por meio de exercícios específicos e aconselhamento nutricional, como de se alimentar em horários mais adequados”, explica a vice-presidente da SBFA.

AVC: a reabilitação depois de um AVC também envolve o trabalho da fonoaudiologia, além de uma equipe multidisciplinar. O profissional pode promover a melhora por meio de uma atuação na linguagem e nos eventuais problemas de deglutição que aconteceram em decorrência do evento.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.