Coração e Vida | Dr. Kalil explica qual é a melhor forma de ir ao pronto-socorro em caso de infarto

Dr. Kalil explica qual é a melhor forma de ir ao pronto-socorro em caso de infarto

Cardiologista explica a opção que aumenta a chance de vida de quem está sofrendo infarto

3.12.2018 | por Equipe Coração e Vida

Quando você ou alguém próximo apresenta sinais de infarto, qual é a melhor conduta: chamar uma ambulância ou pegar um carro, táxi ou outro meio de transporte para correr para o hospital? Muitos erram nessa escolha, e ela pode atrapalhar ou custar até mesmo a vida do paciente. O cardiologista Dr. Roberto Kalil explica qual é a melhor opção.

“Se você acha que alguma próxima a você está tendo um infarto, chame o SAMU (192) ou qualquer serviço de emergência. Não tente remover a pessoa e colocar em um carro. E, se é você que está passando mal, não tente dirigir, pois isso pode piorar muito a situação”, alerta o médico.

Chamar imediatamente um serviço de emergência e não querer transportar o paciente de carro pode salvar vidas em caso de infarto - Foto: Shutterstock

Chamar imediatamente um serviço de emergência e não querer transportar o paciente de carro pode salvar vidas em caso de infarto – Foto: Shutterstock

“A chance de uma pessoa que está infartando sobreviver esperando o SAMU ou um atendimento de emergência é infinitamente maior do que se você a colocar no carro e tentar levar para um serviço médico”, aconselha.

Em casa, porém, enquanto se aguarda o socorro, dá para ajudar a minimizar os danos do infarto, macerando ou mastigando 300mg de ácido acetilsalicílico (AAS). Veja aqui a importância de tomar esse medicamento em caso de suspeita de infarto.

Assista ao vídeo em que o Dr. Roberto Kalil explica qual é a implicação de não chamar um serviço de emergência em caso de infarto:

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.