Coração e Vida | Drogas: consumo x preocupações - Coração e Vida

Drogas: consumo x preocupações

Ao menos meio milhão de pessoas perderam suas vidas no último ano devido o consumo de drogas

9.04.2018 | por Thassio Borges - Equipe Coração e Vida

O uso de drogas ilícitas é uma preocupação de saúde pública mundial, mas o levantamento dos dados sobre o assunto é algo sensível, já que devido à diversidade de entorpecentes em circulação atualmente, torna-se difícil, inclusive, determinar um número aproximado de óbitos causados direta ou indiretamente pelas substâncias.

A última estimativa divulgada pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC) apontava para cerca de 200 mil mortes por ano.

Há cerca de 200 mil mortes por ano em decorrência de drogas ilícitas - Foto: Shutterstock

Há cerca de 200 mil mortes por ano em decorrência de drogas ilícitas – Foto: Shutterstock

Em 2017, entretanto, durante discurso na Comissão de Narcóticos da ONU, Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou que ao menos meio milhão de pessoas morriam anualmente devido ao consumo de drogas.

Bruno Topis, clínico geral do Hospital Villa-Lobos – Rede D’Or São Luiz -, fala que o uso de drogas gera as seguintes condições fatais:

  • Overdose: excesso na quantidade consumida;
  • Intoxicação aguda: determinada substância que leva ao óbito de forma rápida;
  • Brigas ou acidentes: provocadas pelo uso.

Os perigos do álcool

Apesar de lícito, o álcool também pode ser considerado uma substância nociva, visto que a relação da dosagem e da receptividade individual é muito particular. Aliás, segundo Topis, o que mais se observa nos prontos-socorros e consultórios atualmente é o uso abusivo de álcool.

O médico alerta também que a tradicional mistura de bebidas energéticas com álcool gera ainda mais danos a quem usa: “o energético mascara os efeitos do álcool e a pessoa fica mais sujeita à embriaguez e a todos os danos que esta situação acarreta”, diz.

Topis ainda alerta: “segundo estudos, o uso conjunto destas duas substâncias está associado ao aumento de complicações cardiovasculares como infarto. E de forma crônica pode levar também ao envelhecimento precoce e a quadros demenciais”, conclui o clínico geral.

Leia mais

Por que as pessoas usam drogas?

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.