Coração e Vida | Exercícios físicos ajudam a melhorar a vida sexual?

Exercícios físicos ajudam a melhorar a vida sexual?

Pesquisas indicam que o esporte pode melhorar o sexo

2.10.2018 | por Equipe Coração e Vida

Os benefícios da atividade física são inúmeros e amplamente conhecidos. Quando realizada de maneira regular, a prática de exercícios físicos ajuda a prevenir doenças como obesidade e diabetes, diminui a perda de massa óssea e favorece a saúde mental, auxiliando na manutenção do bom humor e da autoestima.

E quando falamos de vida sexual, o esporte tem algum papel na melhora do sexo? Segundo os estudiosos, a resposta é positiva e diferentes estudos sugerem que movimentar o corpo contribui ativamente para tornar ainda melhor os momentos íntimos.

O aperfeiçoamento das aptidões sexuais de quem se exercita está diretamente ligado à melhora da resistência física, do tônus muscular e da composição corporal, conforme artigo de Carol Krucoff e Mitchell, publicado no livro American Fitness.

Prática de atividade física melhora a satisfação com o próprio corpo e a disposição psicológica para o momento íntimo - Foto: Freepik

Prática de atividade física melhora a satisfação com o próprio corpo e a disposição psicológica para o momento íntimo – Foto: Freepik

Outro estudo sugere que o aumento do fluxo sanguíneo, motivado por exercícios, melhora a irrigação em todo o corpo, inclusive na região genital, contribuindo para o funcionamento dessa área.

Para Helena Viana, educadora física e doutora em sexualidade na velhice, o indivíduo desenvolve sua saúde cardiovascular, sua força muscular e, inclusive, a satisfação com o próprio corpo, melhorando sua condição física para a atividade sexual e sua disposição psicológica para esse momento, onde se sente melhor consigo mesmo.

Leia mais: Aprenda exercícios simples para fazer no trabalho 

E quais exercícios devemos praticar? Isso vai de acordo com a idade e as escolhas individuais, uma vez que para manter a regularidade, a atividade física precisa ser agradável para quem a pratica.

Vale lembrar que o desejo sexual é influenciado por inúmeros fatores e a falta de atividade física não diminui diretamente o interesse por sexo.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.