Coração e Vida | Febre amarela: 'fake news' confundem profissionais da saúde e alguns pacientes ficam sem a vacina, avaliam especialistas - Coração e Vida

Febre amarela: ‘fake news’ confundem profissionais da saúde e alguns pacientes ficam sem a vacina, avaliam especialistas

6.04.2018 | por G1

Algumas pessoas que deveriam ser vacinadas contra a febre amarela estão voltando para a casa sem a vacina, avaliam especialistas. Diabéticos, por exemplo, e pacientes com HIV em tratamento acabam ficando sem o imunizante quando não estão em risco aumentado para o desenvolvimento de reações adversas.

De modo geral, a vacina da febre amarela é indicada para todos entre seis meses e 59 anos de idade, mas as excessões à vacina não são simples de serem estabelecidas e podem confundir profissionais. Soma-se a isso o fato de que notícias falsas também atingem profissionais de saúde, que acabam ficando ainda mais confusos sobre as indicações.

Leia mais

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.