Coração e Vida | Fica doente com frequência? Baixa imunidade deve ser investigada - Coração e Vida

Fica doente com frequência? Baixa imunidade deve ser investigada

Herpes de repetição e outras infecções são sinais de alerta de que o sistema imune está fraco

19.03.2018 | por Thassio Borges - Equipe Coração e Vida

Alguns tipos de infecções e doenças, quando ocorrem com maior frequência, podem ser um indicativo de imunidade baixa. De acordo com a infectologista Vivian Avelino da Silva, do Hospital Sírio-Libanês, o que chamamos popularmente de imunidade corresponde, na verdade, ao nosso sistema imune.

“A imunidade baixa não é nem um sintoma, nem uma doença. É um estado de funcionamento inadequado do sistema de defesa do corpo, que pode acontecer em diferentes doenças e, às vezes, até em pessoas saudáveis de forma transitória”, complementa a infectologista.

imunidade baixa

Alimentação correta pode ajudar a fortalecer o sistema de defesa do corpo – Foto: Shutterstock

Por tratar-se de um conjunto de órgãos e células que defendem o corpo de microorganismos, toxinas e até tumores, a imunidade baixa costuma ser percebida pelo próprio paciente, que fica intrigado pela ocorrência de sinais incomuns em seu organismo.

Infecções frequentes

A médica explica que um cenário de baixa imunidade pode ser indicado a partir de infecções que normalmente não acontecem em adultos, como monilíase (ou sapinho) recorrente, herpes muito extenso, entre outras.

Assim, quem apresenta imunidade baixa costuma registrar rachaduras e pequenas bolhas ao redor dos lábios, estomatite e amigdalite, além de outros sintomas. Ademais, resfriados e gripes passam a se tornar mais frequentes, deixando a pessoa naturalmente mais fraca.

“Alguns exames de sangue também podem indicar falta ou desequilíbrio nas células ou anticorpos de defesa”, afirma a infectologista.

Ao reconhecer esses sintomas, o recomendável é que a pessoa procure um médico, que, por sua vez, irá requisitar uma avaliação de saúde.

Leia também: Dicas para melhorar a imunidade 

Alimentação pode ajudar

O essencial é entender o motivo da imunidade baixa. Além disso, o uso de remédios caseiros pode simplesmente piorar a situação.

O que se recomenda é uma alimentação saudável e balanceada, rica em frutas, legumes e verduras, mas isso deve ser feito no dia a dia, independentemente do estado da imunidade de cada um.

“Não existe um medicamento que melhora a imunidade de forma universal. Sempre é indicado consultar um médico para avaliar se realmente existe um problema do sistema imune e qual a causa, para então buscar-se um tratamento”, explica a infectologista.

Outrossim, é preciso atentar-se para públicos que naturalmente apresentam um sistema imune mais débil, como crianças e idosos.

A médica afirma que as crianças muito pequenas são mais vulneráveis aos sintomas da imunidade baixa, graças à imaturidade de seus sistemas. Os idosos, por sua vez, podem apresentar um “desgaste” das defesas.

Algumas doenças e determinados tratamentos médicos também podem provocar estragos no sistema imunológico. Nesses casos, é importante que o paciente seja corretamente informado de sua condição, de modo a evitar a exposição a ambientes naturalmente mais propensos a vírus e bactérias.

Leia mais: Dor de garganta: como prevenir esse incômodo

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.