Coração e Vida | Hospital Sírio-Libanês realiza evento para tratar de combate à hipertensão arterial - Coração e Vida

Hospital Sírio-Libanês realiza evento para tratar de combate à hipertensão arterial

Bate-papo mediado por Roberto Kalil Filho fala de um assunto que afeta 30 milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde

26.04.2018 | por Equipe Coração e Vida

“A principal coisa é que a gente tenha bom senso, boa vontade com a alimentação, faça exercícios e ouça os médicos”. Estas foram as dicas compartilhadas pelo cantor e compositor Gilberto Gil, nesta quarta-feira, 25, durante o evento “Combate à Hipertensão Arterial” ocorrido no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Mediado pelo cardiologista e diretor do Sírio-Libanês, Roberto Kalil Filho, o bate-papo contou com a presença de Gilberto Gil (como embaixador da causa) e dos jornalistas Mariana Ferrão e Fernando Rocha, âncoras do programa de televisão Bem Estar.

Evento de combate à hipertensão aconteceu no anfiteatro do Hospital Sírio-Libanês - Foto: Divulgação

Evento de combate à hipertensão aconteceu no anfiteatro do Hospital Sírio-Libanês – Foto: Divulgação

O público presente pôde perguntar ao grupo médico convidado, composto, além de Roberto Kalil Filho, pelas médicas Roberta Saretta, gerente médica do centro de cardiologia, Amanda Gonzalez, de medicina do exercício, Fernanda Consolin e Juliana Gil, cardiologistas do núcleo de hipertensão arterial, Liliana Bahia Pereira Secaf, coordenadora do núcleo avançado de nefrologia, e Natália Oliveira Carvalho, nutricionista da unidade coronária sobre como controlar esse mal que, segundo o Ministério da Saúde, aflige 30 milhões de brasileiros.

Assista aqui ao vídeo completo do evento.

O que é a doença

A hipertensão acontece quando há uma elevação anormal da pressão arterial, ou seja, quando as paredes das artérias oferecem resistência para a passagem do sangue.

Com isso, o sangue bombeado pelo coração para irrigar os órgãos tem de exercer uma força (pressão) maior contra a parede das artérias. Esse descompasso sobrecarrega o coração, torna as artérias enrijecidas e traz diversos problemas de saúde relacionados.

Primeiros sintomas

Um dos questionamentos da plateia foi em relação ao surgimento da hipertensão e ao desenvolvimento da doença. As especialistas presentes no evento explicaram que essa é uma “inimiga silenciosa”.

Muitas vezes, a doença só é notada na hora de medir a pressão – e quando já está avançada. Mas quando um indivíduo percebe as seguintes situações, deve ficar de sobreaviso:

– Dor de cabeça

– Sonolência

– Cansaço ao praticar exercícios (mesmo leves)

– Dores no peito

O diagnóstico é feito, de fato, apenas no atendimento completo de um médico. E com o registro da pressão acima de 14, o paciente já é considerado hipertenso. No entanto, os médicos lembram que, hoje, vários órgãos de saúde internacionais já veem a medição de 13×8 como um alerta de que o indivíduo deva se precaver contra a doença.

Aumento de casos entre os jovens

Durante o evento no Sírio-Libanês, os especialistas falaram bastante sobre como os hábitos e a rotina influenciam no controle da pressão arterial. E como muitas pessoas, mesmo jovens, vêm sendo diagnosticadas com esse mal simplesmente por não atentarem para certas práticas saudáveis.

Para evitar a hipertensão e, em decorrência, as doenças cardíacas (que são a primeira causa de mortes no Brasil), siga estas dicas:

 

hipertensao_arte_roberto_kalil_coracao_e_vida

 

Leia também

Sinais de hipertensão se confundem com pressão baixa; entenda

Como prevenir a hipertensão?

 

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.