Coração e Vida | Lentes de contato e o verão: veja cuidados para evitar infecções

Lentes de contato e o verão: veja cuidados para evitar infecções

Água de piscina e do mar podem provocar problemas para usuários de lente de contato

14.03.2019 | por Equipe Coração e Vida

Apesar de muito práticas para quem quer evitar usar óculos, as lentes de contato exigem do usuário um cuidado redobrado, principalmente no verão. O ideal é, ao frequentar praias ou piscinas, apostar nos óculos.

“Não há nenhuma lente de contato segura para usar na água”, explica Lísia Aoki, oftalmologista no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP).

No entanto, muita gente “quebra” essa regra, e é aí que mora o problema. “O menos perigoso, nesse caso, é usar uma lente de contato que se troca todos os dias”, explica a médica.

Microrganismos presentes na água podem provocar infecções graves nos olhos; é preciso ter cuidado - Foto: Shutterstock

Microrganismos presentes na água podem provocar infecções graves nos olhos; é preciso ter cuidado – Foto: Shutterstock

Contaminação e perda da visão

O problema de usar as lentes de contato na piscina ou na praia é que a água pode carregar microrganismos patológicos que aderem à lente e provocam uma infecção – e ela tem potencial de ser grave.

“Por isso que não há lente de contato segura para usar na água. Se for usar, que seja aquela que você descarta no mesmo dia, pois, quando for usar outra lente, será uma nova que não estará contaminada”, explica Lísia. “Mesmo limpando a lente de contato com os produtos e soluções multiuso para isso, não é garantido que se retire tudo. As amebas, por exemplo, são muito resistentes a produtos de limpeza”, preocupa-se.

Sinais de alerta

Se durante ou após o uso das lentes de contato o olho ficar vermelho e doer, é sinal de que algo está errado. “Depois disso, a pessoa pode ter baixa de visão e, se a úlcera for ficando grave, pode haver perfuração ocular. Não é comum, mas tem gente que fica cega por causa de uso incorreto de lente de contato”, alerta a oftalmologista.

Para evitar chegar a um ponto sem volta, o ideal é, ao sentir os primeiros sinais de desconforto, ir ao oftalmologista imediatamente. “Se a pessoa lavou o olho, passou colírio e não melhorou, tem de ir ao médico, principalmente porque começa com um desconforto e pode aumentar de intensidade e doer demais”.

A infecção acontece porque, quando a lente está em contato com o olho, ela pode provocar pequenas lesões na superfície, e isso facilita a entrada dos microrganismos.

Quando há infecção, o oftalmologista recomendará o colírio mais adequado para o tratamento.

+ Leia também: Odeia óculos? Tire suas dúvidas sobre a cirurgia de correção de grau

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.