Coração e Vida | Mamografia: saiba quando o exame é necessário

Mamografia: saiba quando o exame é necessário

Quando bem indicada, a mamografia é capaz de detectar câncer de mama precocemente; veja quando ela é necessária

5.02.2019 | por Equipe Coração e Vida

Hoje (5) é celebrado o Dia Nacional da Mamografia, exame que, quando indicado por um médico, é importantíssimo no rastreamento e detecção do câncer de mama. Aliada no diagnóstico precoce da doença, a mamografia é preconizada a partir dos 40 anos para as mulheres.

Não é sempre, porém, que a mulher precisa fazer a mamografia nessa idade, por isso é sempre importante ter a recomendação médica para o exame. Isso acontece porque algumas mulheres podem precisar desse exame antes dos 40 anos, enquanto outras não vão usar o método mesmo após essa idade.

Taxas de cura são cada vez maiores nos casos em que o câncer de mama é diagnosticado ainda no início - Foto: Shutterstock

Taxas de cura são cada vez maiores nos casos em que o câncer de mama é diagnosticado ainda no início – Foto: Shutterstock

Para entender melhor, o que vai indicar a realização da mamografia é a densidade da mama. “Uma mulher jovem, com 40 anos ou até mesmo 50, pode ter uma mama muito densa, com muitas glândulas. Às vezes, faz a mamografia e aparece tudo branco, e não conseguimos ter uma boa avaliação. Aí é preciso fazer a ultrassonografia das mamas”, explica o ginecologista membro da Federação Brasileira de Ginecologia (Febrasgo), Alessandro Scapinelli. “São exames complementares.”

Ao Coração&Vida, o ginecologista explicou que a mamografia – quando bem recomendada – é capaz de diagnosticar o câncer de mama ainda no início, e, com isso, diminuir a mortalidade. No entanto, há vezes em que é preciso complementar o exame com uma ultrassonografia.

O mais importante, explica o especialista, é que a mulher vá ao ginecologista anualmente para fazer todos os exames preventivos. O profissional, então, vai orientar sobre qual será o melhor método para aquela mulher, exclusivamente.

Para as mulheres que têm de fazer a mamografia e ficam com medo da radiação, Scapinelli tranquiliza.

“Tem radiação no exame sim, mas teriam de ser feitos muitos exames do tipo para causar algum problema para a mulher. Mesmo assim, alguns laboratórios podem oferecer proteção para a tireoide, por exemplo. Não há nenhum estudo que mostre que a radiação da mamografia cause câncer.”

Por isso, se você faz mamografia anualmente conforme manda o figurino e o médico solicitou apenas uma ultrassonografia no próximo exame de rotina, não se assuste: muitas vezes ela será suficiente para o seu caso, especificamente.

+ Leia também: Reposição hormonal após a menopausa é segura, mas não para todas as mulheres

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.