Coração e Vida | Como evitar a gastrite? - Coração e Vida

Como evitar a gastrite?

Aquela queimação no estômago não só traz sofrimento como pode virar um grande problema

27.04.2016 | por Equipe Coração e Vida

Começa como uma leve queimação no estômago. Até que a sensação de azia se transforma numa sequência de dor que impede a pessoa até de se manter em pé. A crise de gastrite causa enorme incapacidade física. E, se não tratada, pode virar um problema maior, como a úlcera. Em casos extremos, há o risco de morte.

São dois os tipos de gastrite. A aguda é, em geral, desencadeada pelo estresse. O corpo aumenta a produção de adrenalina e, consequentemente, a de ácido clorídrico no organismo, substância que agride o estômago.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Já a gastrite crônica surge com o uso de álcool, de medicamentos anti-inflamatórios ou presença da bactéria Helicobacter pylori (que se instala em ambientes ácidos, como a mucosa do estômago). Neste último caso, ela é transmitida pela saliva e por alimentos crus.

O cirurgião Eduardo Pirolla, do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, especialista na área de gastrenterologia, afirma que, nas duas últimas décadas, houve um aumento de 35% no número de casos de inflamação na área digestiva.

“O estresse é uma das principais causas. Ele eleva a produção de hormônios relacionados à tensão e acaba por agir negativamente sobre a imunidade em geral.”

Ele ressalta que, além do estresse, os hábitos alimentares pioraram muito. “Há alimentos que destroem a barreira mucosa do estômago e causam mais gastrite. Outros fatores como fumo, álcool, poluição e baixa higiene, entre outros, agravam o quadro”, acrescenta.

Os sintomas mais comuns da gastrite são dor e queimação constantes na barriga, azia, perda de apetite, náuseas, vômitos e diarreia e sangramento nas fezes.

Confira abaixo algumas dicas que ajudam a prevenir ou a manter a doença sob controle:

– Coma bolachas de água e sal ou maisena e frutas nos intervalos das refeições;

– Tome chás de hortelã, alecrim, camomila, espinheira santa e gengibre para uma boa digestão;

– Mastigue bastante a comida antes de engolir e faça isso devagar;

– Não abuse de álcool, café ou frutas cítricas, como limão, abacaxi ou laranja;

– Fuja do cigarro, das bebidas alcoólicas e do estresse;

– Não caia no conto do copo de leite para amenizar a dor de estômago, pois ele aumenta a produção de ácido clorídrico e piora o problema a longo prazo.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.