Coração e Vida | Menos remédio, mais atividade física - Coração e Vida

Menos remédio, mais atividade física

Imunidade em alta: prática de exercícios contribui para o fortalecimento do sistema imunológico

29.06.2018 | por Equipe Coração e Vida

Por Thassio Borges

Recomendada por médicos e profissionais da saúde em várias situações, a prática regular de atividade física não faz bem apenas aos músculos e ao condicionamento, mas também ao sistema imunológico, contribuindo com a imunidade.

Rafael Lima, atleta do Cirque Du Soleil, conhece bem essa situação. Ele conta que, como a atividade física regular acelera o metabolismo, especialmente quando também envolve a musculação, o processo de treino e recuperação para a próxima carga de exercícios contribui para estimular o sistema imunológico. “Durante o treino, você agride o sistema, o coloca ‘para baixo’. No entanto, o seu metabolismo, por conta do estímulo muscular, acaba tendo que acelerar para poder recuperar a musculatura”, afirma.

É por isso, também, que uma pessoa resfriada, por exemplo, pode aproveitar tantos benefícios pela atividade física que pratica regularmente do que a partir de remédios. Em casos de gripes mais fortes, vale ressaltar, o repouso é recomendado.

Para melhorar o sistema imunológico, prática de exercícios deve ser  regular

Para melhorar o sistema imunológico, prática de exercícios deve ser regular – Foto: Shutterstock

Conheça os efeitos da atividade física em diferentes fases da vida

Sistemas interligados

A opinião de Rafael Lima é partilhada por Cláudia Cozer Kalil, endocrinologista e coordenadora do Núcleo de Obesidade e Transtorno Alimentar do Hospital Sírio-Libanês. De acordo com a médica, existe, de fato, uma interface entre os sistemas nervoso, endócrino e imunológico. “O sistema imunológico alterado influencia a secreção tireoidiana, sexual e de cortisol. O sistema hormonal tem muita correlação com o estado imunológico do paciente”, explica.

Dessa forma, a atividade física, ao contribuir de forma positiva com o sistema imunológico, acarreta na redução drástica dos níveis de estresse. “Qualquer atividade que diminua ou ‘quebre’ o estresse ajuda no equilíbrio hormonal”, completa a endocrinologista. É importante ressaltar, no entanto, que tais benefícios não surgem do dia para a noite.

Regularidade necessária

Para promover equilíbrio hormonal e melhorar, consequentemente, o sistema imunológico, é preciso que os exercícios sejam feitos com regularidade. A associação entre atividades aeróbicas e a musculação garante ainda que esse quadro benéfico ao indivíduo seja mais sólido, dure mais.

Além disso, o exercício sozinho não impedirá que fiquemos doentes. Mas, aliado à alimentação saudável, contribui para que tenhamos menor risco de desenvolver problemas de saúde que costumam atacar sistemas imunológicos mais frágeis – tornando a recuperação mais rápida e eficaz.

 

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo
Leia mais: Por que a atividade física é tão importante para a saúde do coração?

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.