Coração e Vida | Mulher também pode infartar? Dr. Kalil explica

Mulher também pode sofrer infarto? Dr. Kalil explica

É preciso prestar atenção aos sinais de infarto em mulheres

9.01.2019 | por Equipe Coração e Vida

Muitas mulheres ficam tranquilas e não cuidam adequadamente da saúde cardiovascular por já terem ouvido várias vezes de que são imunes ao infarto. Mas será mesmo? O cardiologista Dr. Roberto Kalil explica que essa afirmação é um mito: mulher infarta, sim.

“Antes da menopausa, a incidência de infarto em mulheres é menor. Mas veja, não estou dizendo que a mulher não pode infartar. Ela pode, sim, mas a incidência é realmente menor”, explica Dr. Kalil.

Quando chega a menopausa, explica o cardiologista, o risco de infarto entre homem e mulher se iguala, sendo que a mulher pode sofrer eventos até mais graves, pois, com o mito de que ela não infarta, a preocupação dela frequentemente é menor com os fatores de risco, como colesterol, glicemia, hipertensão e tabagismo, além das avaliações clínicas de rotina.

“Os sintomas, muitas vezes, são mais sutis na mulher. Com esses sintomas sutis e sem cuidar dos fatores de risco, o resultado pode ser uma situação muito grave”, diz o médico.

Por isso, as mulheres precisam ficar sempre atentas à saúde cardiovascular, procurando praticar atividade física, controlar o colesterol e os outros fatores de risco e, se sentir sintomas estranhos ao seu dia a dia, procurar atendimento médico imediato.

Veja abaixo o vídeo em que o Dr. Kalil explica sobre o infarto na mulher:

Leia também:

Sintomas do infarto feminino são traiçoeiros

Infarto também é assunto de mulher

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.