Coração e Vida | Os prós e contras de alimentos considerados polêmicos

Os prós e contras de alimentos considerados polêmicos

Nem mocinhos, nem vilões: entenda quais os benefícios e malefícios de alimentos como café, leite, manteiga, entre outros

28.08.2018 | por Equipe Coração e Vida

Por Daniela Spilotros

Café, leite, manteiga, ovo, sal, carne vermelha. Muitas vezes, alimentos que são tradicionais da culinária são também motivo de demonização. Um tanto injusto, já que os mesmos ingredientes são também donos de propriedades nutricionais importantes.

Mas possível, sim, variar a alimentação aproveitando os melhores nutrientes desses produtos – desde que não haja exageros. A nutricionista clínica Deise Santiago, de São Paulo, comenta os benefícios e os cuidados que devemos ter ao consumi-los.

Em excesso, a manteiga pode contribuir para problemas cardíacos, mas com moderação é importante fonte de vitaminas - Foto: Shutterstock

Em excesso, a manteiga pode contribuir para problemas cardíacos, mas com moderação é importante fonte de vitaminas – Foto: Shutterstock

Café

Prós: O café é antioxidante, tem poucas calorias, possui magnésio e potássio. A cafeína estimula o sistema nervoso central, alivia a fadiga e ajuda na concentração. Esses benefícios são observados a partir do consumo diário de uma pequena dose de 50 ml.

Contras: O excesso do café, na quantidade acima de quatro xícaras de 50 ml por dia, pode causar ansiedade, agitação e insônia. Como a bebida estimula a produção do ácido gástrico no estômago, também podem ocorrer úlceras e gastrite. O consumo elevado aumenta a diurese, ou seja, a pessoa urina mais e elimina minerais importantes, como o cálcio. Por isso o café é associado ao risco de osteoporose.

Leite

Prós: Excelente fonte de cálcio e proteínas de alto valor biológico, que participam da construção e regeneração muscular. Além de auxiliar na saciedade, o leite ajuda na prevenção de cálculos renais quando associado ao consumo de água.

Contras: Algumas pessoas são alérgicas à caseína, que é a proteína do leite, e não devem consumi-lo. Outra situação é a intolerância à lactose, o açúcar natural do leite. O organismo não digere esse açúcar porque não produz uma enzima chamada lactase. Como o leite contém gordura saturada e colesterol, a dica é consumir a versão desnatada.

Manteiga

Prós: Contém vitaminas A, D, E e K, que só conseguem ser absorvidas por meio da gordura. De preferência, consuma a manteiga sem sal.

Contras: Em excesso, pode causar problemas cardiovasculares por conta da gordura saturada de origem animal. Ainda assim, é considerada mais saudável que a margarina, de origem vegetal, porém rica em gordura trans.

Ovo

Prós: Rico em proteínas, ácido fólico, ferro e colina, que é fundamental para a saúde do cérebro, evitando doenças neurológicas relacionadas à memória.

Contras: Dependendo da quantidade, pode gerar uma sobrecarga renal. Os rins precisam trabalhar mais pelo excesso de proteínas. Consuma de duas a três vezes na semana, no máximo.

Sal

Prós: Substância essencial para o funcionamento do corpo, equilibra o teor de água dentro das células e contribui para a transmissão de impulsos nervosos no cérebro. A ingestão diária saudável é de apenas 2g. Entre as opções, prefira o sal marinho, que não passa por refinamento químico; o sal light, com sódio reduzido; ou o sal rosa do Himalaia, que tem mais de 80 minerais em sua composição.

Contras: Em excesso, o sódio (principal componente do sal) eleva a pressão arterial, causa retenção de líquidos, inchaço, sobrecarrega os rins e aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Carne Vermelha

Prós: Rica em ferro e ácido fólico, nutrientes que previnem a anemia. É também excelente fonte de vitamina B12 e de proteína de alto valor biológico. A carnitina, presente no alimento, também auxilia no controle glicêmico, sendo falsa a afirmação de que diabéticos não devem comer carne vermelha.

Contras: O consumo exagerado pode aumentar os níveis de colesterol e doenças cardiovasculares. Prefira cortes magros, menos gordurosos. Evite assar ou grelhar demais a carne, pois há pesquisas que indicam a liberação de substâncias cancerígenas na crosta escura das carnes bem passadas.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.