Coração e Vida | Sarampo: São Paulo registra aumento de casos da doença

Sarampo: São Paulo registra aumento de casos da doença e amplia cobertura vacinal

Confira detalhes da campanha de imunização e esteja protegido

15.07.2019 | por Equipe Coração e Vida
Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Uma infecção perigosa e extremamente contagiosa, o Sarampo voltou a ser um problema de saúde pública no Brasil. De acordo com dados oficiais da Secretaria Estadual da Saúde, o número de casos confirmados da doença no Estado, em 2019, já passou de 350.

O médico infectologista David Uip acredita que os dados oficiais estão subestimados, uma vez que muitas pessoas não buscam atendimento médico e tampouco chegam a ser diagnosticadas. Segundo o especialista, o aumento no número de casos está relacionado à baixa adesão à vacinação. “É preciso aumentar a conscientização da população sobre a importância da proteção de forma completa, ou seja, imunização de duas doses. A vacina está disponível na rede pública”, reforça.

Com o crescimento no número de infectados, desde a última quinta-feira 11, a Secretaria Estadual de São Paulo ampliou a cobertura vacinal para outros cinco municípios (Osasco, Guarulhos, e a região do ABC) , além de enfatizar a imunização contra o sarampo em jovens entre 15 a 29 anos. Embora a doença seja conhecida como infantil, segundo o boletim da Secretaria, jovens e adultos representam 47% dos casos atuais.

Mais:
Sarampo: entenda por que a doença voltou no Brasil

A imunização, que protege contra o sarampo, é a tríplice viral, que também imuniza contra rubéola e caxumba. É importante ressaltar que a primeira dose seja tomada aos 12 meses de vida e, a segunda, aos 15 meses. Adultos comprovadamente não vacinados na infância também devem se vacinar. David Uip afirma que, com as duas doses, a vacina tem taxa de eficacia de 97%.

Desde o dia 10 de junho, há campanha especial de vacinação voltada para o público de 15 a 29 anos. O aumento de registros de casos da doença no estado fez com que fosse prorrogada até 16 de agosto na capital, e estendida para outras cinco cidades da Grande São Paulo: Guarulhos, Osasco, São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul.

Confira os principais sintomas da doença:

Febre
O sarampo é caracterizado por aumento relevante da temperatura corporal, com febre acima de 38,5ºC.

Coriza e secreções
É comum que pacientes com a doença apresentem conjuntivite e tenham coriza, por exemplo.

Mal-estar geral
A contaminação pelo vírus do sarampo resulta em dores de cabeça e em todo o corpo.

Vermelhidão na pele
As manchas vermelhas, que começam da cabeça para o resto do corpo, aparecem na fase de término da doença.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.