Coração e Vida | Suplemento de vitamina D pode ajudar a aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, diz estudo - Coração e Vida

Suplemento de vitamina D pode ajudar a aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, diz estudo

Simples de administrar, a reposição desse hormônio – quando em baixa – pode beneficiar até 11% da população afetada

25.01.2018 | por Coração e Vida

Uma pesquisa da Universidade de Sheffield publicada hoje (25) no periódico European Journal of Clinical Nutrition descobriu que os suplementos de vitamina D podem ajudar a aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável (SII), condição que afeta até 11% da população mundial.

Os cientistas do departamento de oncologia e metabolismo revisaram todas as pesquisas disponíveis sobre vitamina D e a doença, e descobriram que havia uma alta prevalência de deficiência de vitamina D em pacientes com a SII, independentemente da etnia.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

A equipe de pesquisadores também avaliou os possíveis benefícios dos suplementos e, embora acreditem que mais estudos sejam necessários, as descobertas sugerem que a vitamina D pode ajudar a aliviar os sintomas que variam entre dor abdominal, inchaço, diarreia e constipação.

O autor principal do estudo, Bernard Corfe, disse que a pesquisa fornece uma visão sobre a condição e, mais importante ainda, uma nova forma de manejo.

“É evidente, a partir dos achados, que todas as pessoas com SII precisam ter seus níveis de vitamina D testados, e que uma grande maioria se beneficiaria de suplementos.”

O pesquisador diz ainda que a síndrome é uma condição mal compreendida, mas que afeta muito a qualidade de vida dos portadores. “Não existe uma causa conhecida, tampouco uma cura conhecida”, explicou.

Sabe-se, porém, que a dieta e o estresse podem piorar os sintomas. Muitos, no entanto, se sentem constrangidos com a condição, além de outros não terem recebido diagnóstico.

Nesse ponto, a vitamina D poderia entrar como um alívio para os sintomas, já que também é conhecida por manter a saúde óssea e mental, além da função imunológica e a saúde intestinal.

Os baixos níveis já foram, inclusive, associados ao risco de câncer colorretal, e têm sido apontados como agravantes da doença inflamatória intestinal.

O site Coração & Vida recomenda que um médico seja consultado antes do uso de qualquer medicamento.

Revisão técnica
Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.