Coração e Vida | Tuberculose: como identificar e o que fazer? - Coração e Vida

Tuberculose: como identificar e o que fazer?

Diagnóstico não é fácil e o tratamento precisa ser feito corretamente para evitar que a doença volte

24.03.2018 | por Thassio Borges - Equipe Coração e Vida

O Brasil registra atualmente cerca de 200 novos casos de tuberculose por dia, segundo o último relatório do Ministério da Saúde (2016). Apesar de o número de infectados e de mortes apresentar redução anual, a doença ainda é uma das principais preocupações de saúde pública.

Segundo Munir Akar Ayub, infectologista do Hospital e Maternidade Brasil, são dois os principais problemas da tuberculose no Brasil atualmente: a demora em procurar ajuda médica e a descontinuidade do tratamento.

Os sintomas da tuberculose são comuns a muitas outras doenças mais simples, e isso faz com que as pessoas demorem a procurar ajuda - Foto: Shutterstock

Os sintomas da tuberculose são comuns a muitas outras doenças mais simples, e isso faz com que as pessoas demorem a procurar ajuda – Foto: Shutterstock

“O indivíduo deve tomar vários comprimidos diariamente por seis meses. Como os principais sintomas desaparecem no início do tratamento, muitos pacientes acreditam estar curados e acabam interrompendo a medicação. Isto leva ao reaparecimento da doença que necessita de medicamentos mais potentes e dispendiosos”, explica.

Desafios do diagnóstico

Os sintomas da tuberculose são comuns a muitas outras doenças mais simples e justamente por isso as pessoas demoram a procurar ajuda médica. Além disso, Ayub explica que o diagnóstico da doença nem sempre é fácil e requer exames complementares e de um bom laboratório clínico.

O infectologista destaca os principais sintomas iniciais da doença, que devem motivar o indivíduo a ir até o hospital:

  • Tosse produtiva (com secreção), às vezes com sangue, por mais de duas semanas;
  • Febre baixa diária principalmente no final do dia e começo da noite;
  • Sudorese (transpiração) noturna;
  • Emagrecimento sem causa aparente;
  • Falta de apetite. 

É preciso internar?

 No Brasil, segundo o infectologista, temos contato com o bacilo (bactéria em formato de bastonete) da tuberculose na infância ou puberdade. Esta bactéria fica viva no pulmão da maioria das pessoas, mas nosso sistema imunológico mantém o controle e não permite o desenvolvimento da infecção.

“O bacilo pode encontrar facilidade para desenvolver a tuberculose por vários motivos: desnutrição, alcoolismo, doenças imunossupressoras (que atacam o sistema imunológico). A tuberculose atinge mais frequentemente os pulmões, mas vários outros órgãos podem ser acometidos (cérebro, intestino, gânglios, rins, ovários e pele)”, completa Ayub.

A internação só é necessária em casos graves e avançados. Durante o tratamento, a única restrição é a não ingestão de bebidas alcoólicas. Após seu início, o indivíduo rapidamente deixa de ser infectante, mas é preciso convocar aqueles com quem ele teve contato antes do início do tratamento para que façam exames e recebam ou não medicamentos.

Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Deixe seu comentário

7 comentários

  1. DiesnaLoomans disse:

    A tuberculose, doença infecto contagiosa, tem tratamento e prevenção. Condições de habitação precária e falta de higiene básica facilitam a disseminação. O Brasil ainda tem uma alta incidência de tuberculose. No Rio de Janeiro, a Rocinha atingiu níveis alarmantes. As condições precárias de habitação, vielas, aglomeração, falta de ventilação e luz solar que é desinfetante criaram condições favoráveis para tal. Com a urbanização e a implantação da Clínica de Família, houve declínio. Importante é acentuar a necessidade do acompanhamento do tratamento, devido ao longo e continuado período de tratamento o que a proximidade da CLINICA DE FAMILIA proporciona. Outrossim a disponibilidade das drogas que são fornecidas pelo SUS e não estão disponíveis na rede privada. Educar o paciente e familiares da importância de manter o tratamento que é curativo e evitar contagio e recaídas.

  2. Washington Luiz disse:

    Quem não está com escarro pode fazer exame só da saliva para detectar a tuberculose?
    Só com exames de imagem de RX e tomografia de tórax pode chegar ao diagnóstico da tuberculose?
    Quanto tempo precisa esperar depois de estar tomando remédio para tuberculose não tem mais risco de contágiar outras pessoas?Deixe aqui sua Mensagem

  3. Joana santos da Conceição disse:

    Meu irmão está com muita tosse e com secreção rosada pode ser uma duberculose?

  4. Terezinha Fortaleza disse:

    Faz mais de 2 mês um amigo meu está com tosse parecer quando esta com pneumonia será q e tuberculose

  5. Maria da Conceição Gomes dos Santos disse:

    Minha amiga tá com tosse produtiva cansaço fraqueza febre todos os dias a 4 meses não tem apetite. Será que ela pode tá com tuberculose?

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.
* Campos obrigatórios.

Esse site é melhor visualizado no modo Portrait.

Esse site é melhor visualizado no modo Landscape.